top of page
  • Foto do escritorClarissa Motta

A moderna Dusseldorf

A cidade germânica mais cosmopolita. Conhecida como metrópole fashion do país e um dos principais polos financeiros da Alemanha, Dusseldorf é o destino que você precisa adicionar na sua Eurotrip. Comecei o roteiro com as cores, aromas e sabores do mercado de alimentos e flores da Carlsplatz. Me impressionei com a qualidade dos produtos por lá e me arrependi de ter tomado café da manhã no hotel.


Segui para Altstadt ou Cidade Antiga, onde se concentra a maior parte das atrações da cidade. Perca-se caminhando pelas ruas, já que o bairro conta com uma ampla zona de pedestre que te permite passear tranquilamente. Na Burgplatz está localizada a antiga prefeitura (Rathaus) e a estátua  de Jan Wellem, o príncipe que está enterrado na igreja Andreaskirche.

Se você quer comer uma comida típica alemã, esse é o bairro para buscar o restaurante ideal.

Descendo a rua está a Schlossturn – torre do castelo e o que sobrou do mesmo. Logo atrás da torre se encontra a Igreja St. Lambertus com sua torre torta. Como eu saí do hotel cedo, a mesma estava fechada.


Você encontra o símbolo cartwheeler de Dusseldorf em todos os lugares. O alegre Cartwheeler é um lembrete constante de que Dusseldorf está decidida a ser feliz. 

Caminhei de ponta a ponta pela Rheinuferpromenade (a passarela à beira-rio) de Altstadt até o centro moderno de MedienHafen (o bairro da Mídia). No trajeto, cruzei por atrações como o museu contemporâneo KIT e a ​Rheinturm – torre de tv com 240m de altura que conta com um restaurante com a melhor vista panorâmica da cidade.


De lá, fui direto ver os prédios inclinados de Frank O. Gehry e sua arquitetura desconstrutivistas – um dos cartões postais da cidade. Gostei dos 3 prédios, mas o que mais chamou atenção foi o com estilo metálico e janelas assimétricas. O local ainda conta com muitas agências de publicidade, studios de designs e uma forte cena gastronômica.



Fechei o dia caminhando pelo Hofgarten – o parque público mais antigo da Alemanha, conhecido como o pulmão verde da cidade. Atravessando o parque você chega na Königsallee, a Champs Élyseés de Düsseldorf. Seu nome significa “avenida do rei” e ela é rodeada por lojas de marca.

A fonte de Netuno no eixo central do fosso, por onde correm as águas do Rio Düssel, é o cartão-postal da avenida.


O que fazer na Alemanha?


Comments


bottom of page