top of page
  • Foto do escritorClarissa Motta

Salzburg na Áustria

A minha irmã está morando nessa cidade apaixonante que reúne lindas construções barrocas, cercadas pelos Alpes e por uma natureza exuberante. Como eu sempre indico, você poderá explorar grande parte dos seus pontos turísticos a pé.


O meu passeio começou atravessando o rio Salzach caminhando pela Makartsteg, também conhecida por ser a “Ponte dos Cadeados”. Segui para o Palácio Mirabell, onde atualmente funciona a prefeitura de Salzburgo. A principal atração do local é o seu jardim, que é aberto ao público. Eu também gostei bastante da combinação visual das árvores com as estátuas.


Atravessei novamente a ponte até a Getreidegasse, a principal rua da cidade, onde está a Casa Natal de Mozart, que hoje é um museu que conta em detalhes sobre a vida e a obra do mais famoso compositor austríaco. O que também chama a atenção na Getreidegasse são as plaquinhas de ferro que enfeitam a entrada das lojas, relembrando uma antiga tradição da cidade.


Localizado no coração da cidade na Dom e Residenzplatz, o Salzburgo Christkindlmarkt, um dos mercados de Natal mais antigos do mundo possui uma atmosfera única e um ambiente de conto de fadas devido à sua localização nos pés da fortaleza de Hohensalzburg. São 100 chalés de madeira oferecendo presentes feitos à mão, artesanato, itens de decoração e deliciosas comidas que deixam o local com um cheiro que só quem já passou natal nesses ambientes sabe como é: uma mistura de madeira, canela e frio - eu amo!


Uma dica esperta para quem gosta de Mulled Wine: sugiro sair da feira, andar 3 minutos até o Café Tomaselli e comprar o vinho direto nas barraquinhas que ficam em frente ao café. A produção é local e o sabor bem mais acentuado.




Atravessando a feira de natal, subi a pé até a Fortaleza de Hohensalzburg, o principal cartão-postal de Salzburg. Lá de cima, você tem uma visão privilegiada do centro histórico de Salzburgo e um panorama de tirar o fôlego dos Alpes! Quando eu estava subindo o morro fui supreendida por uma música. A minha irmã contou que a cidade é bem católica e de hora em hora a Salzburg Cathedral toca uma música para um santo diferente.


Na descida, fui conhecer a cervejaria Restaurante Stiegl-Keller - logo na entrada eles informam que para sentar e comer apenas com reserva antecipada, então me contentei em pedir uma cerveja deles na área que só serve bebida. Vale a pena demais!


Depois de uma cervejinha, fui atrás do doce tradicional chamado Krapfen, encontrei uma padaria fofíssima chamada Schatz-Konditorei e localizada na University Square. É ali que está a catedral Kollegienkirche, vários edifícios com fachadas no estilo rococó e barraquinhas que vendem as famosas Bretzels, a palavra alemã para pretzel.





A última parada do dia foi uma atração a parte: o Augustiner Bräustübl no distrito de Mülln, uma verdadeira instituição para os amantes da cerveja. Você entra, vai atrás de uma mesa, pega a sua caneca, que pode ser de 0,5l ou 1l das prateleiras, vai até o caixa, paga em dinheiro e pronto. Está com fome? O local conta com umas 5 barraquinhas com comida típica para você escolher o que te agrada. Além de tudo isso, o local ainda tem uma decoração tradicional. Amei!


Inspire-se com a minha ida:



댓글


bottom of page