top of page
  • Foto do escritorClarissa Motta

Mina de sal na Polônia

Fui conhecer as Minas de Sal de Wieliczka na Polônia. Há 15 quilómetros de Cracóvia, existe algo maravilhoso: uma das mais antigas minas de sal do mundo, classificadas como Património Mundial da UNESCO. A visita é paga e obrigatoriamente guiada, você pode comprar o bilhete no site oficial deles ou em sites de venda de pacotes turísticos.


O dia estava lindo, céu azul, mas frio! A visita dura uma média de 3 horas, percorrendo uma média de 3-4km e descendo 800 degraus. É necessário usar sapatos confortáveis – mesmo os túneis e instalações amplos e iluminados, pode não ser um passeio recomendado para claustrofóbicos. Embora o passeio seja longo, os turistas só tem acesso a apenas 2% da área total da mina.

Cadeirantes, idosos ou pessoas com deficiência podem fazer o passeio já que há um elevador – utilizado, normalmente, para subir, depois que acaba o passeio.

Em cada salão ou mesmo no caminho entre eles, há muita história explicada pela guia, estátuas e painéis esculpidos diretamente na rocha de sal pelos mineiros. São dezenas de esculturas dentro da mina. Muitas delas homenageiam pessoas que fizeram parte da história da Polônia, santos, personalidades que já visitaram a mina e os próprios mineradores.

Durante a idade média, Wieliczka era conhecida como Magnum Sal, sendo a principal fonte de sal da Polônia durante o século 13. O mineral retirado dali era crucial para a economia do país.

A St. Kinga’s Chapel é belíssima e conta com altar, teto e piso todos trabalhados diretamente nas rochas de sal. 


No final do passeio você tem acesso a um restaurante e lojinhas de souvenirs. O passeio foi cansativo mas extremamente informativo já que consegui entender melhor como funcionava a vida dos mineradores por ali.


Endereço: Daniłowicza 10, 32-020 Wieliczka, Polônia


Commentaires


bottom of page