top of page
  • Foto do escritorClarissa Motta

Rio de Contas e o Vaccaro

Rio de Contas, cidade situada no sudoeste baiano, rica em beleza natural e história. O passeio teve como partida a cidade de Brumado, passando por Livramento de Nossa Senhora, onde se inicia a subida pela Estrada Verde. De Livramento à Rio de Contas são 9km e mais 4km de subida, com uma vista de perder o fôlego. Logo no início da estrada já é possível ver a queda d’agua da Cachoeira do Fraga, um pouco mais a cima, à esquerda de quem está subindo, fica a estátua da Nêga do Zofir (Mãe da Natureza / Escrava da Natureza) e mais um pouco acima está o Raposo Chalés.


O Raposo é um ambiente maravilhoso e cercado de natureza. Logo na chegada, na área externa, existe um lago com alguns peixes; na área interna, tem uma área de camping, os chalés, a piscina e o restaurante, mas o melhor fica além da pousada, passando por uma porteira, descendo pela Estrada Real. Após andar cerca de 20 minutos de caminhada pela estrada de pedra, se chega a uma pequena cachoeira, a mais fria e aconchegante que pode existir, conhecida como Cachoeira do Raposo. Após um banho e deleite com a natureza, segui o passeio.


Dentro da cidade de Rio de Contas, segui para a Cachoeira do Fraga, também conhecida como Cachoeira do Rio Brumado, esta é formada por duas quedas. O local vive lotado e não deu para tomar banho por conta da grande quantidade de gente por lá.

Após a visita a Cachoeira do Fraga, dei uma volta pelo centro da cidade em meio as construções coloniais. A cidade de Rio de Contas possui mais de 400 casarões tombados pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional, dentre elas, se destaca a Igreja de Nossa Senhora Santana (para ter acesso a mesma é preciso ter sorte de encontrá-la aberta ou sair em busca da governanta).


Ao atravessar a cidade (sugiro que peça referência), segui por 8km em uma estrada de chão até a Fazenda Vaccaro, um lugar que todos deviam ir uma vez na vida. As atrações por lá são as seguintes: comida orgânica, natureza para todos os lados, piscinas naturais (com direito a tobogã), mirante com vista panorâmica, passeio pelo pomar, suco ou caipifruta de morango, uvaia, amora e pitanga (frutas cultivadas lá mesmo), som ao vivo (geralmente com a banda de Bruno Caires), tirolesa e uma lojinha onde se pode comprar cachaça orgânica Serra das Almas, café 100% orgânico, geleias, licor e mais! Além disso, o espaço também funciona como Hotel, com hospedagem no melhor estilo casa na árvore.



Quer conhecer mais lugares na Chapada Diamantina, confira o post sobre:



Comentarios


bottom of page