top of page
  • Foto do escritorClarissa Motta

Encantadora Gramado

Férias, inverno, frio, Gramado e chocolate. A primeira dica é a seguinte: ir de Porto Alegre a Gramado pela Rota Romântica, passando pelas cidades de São Leopoldo, Novo Hamburgo, Estância Velha, Dois Irmãos, Morro Reuter, Picado Café, Nova Petrópolis e finalmente, Gramado. A estrada é maravilhosa, repleta de paisagens naturais mescladas com arquiteturas que te fazem sentir como se estivesse em uma road trip pela Europa. Replico aqui o que escrevi dentro do carro: ‘caminhos inspiradores, casas lindas, árvores centenárias e muita inspiração’.


Como eu tinha pouco tempo na cidade, fiz um roteiro bem apertadinho de atrações e ainda deixei algumas de fora. A primeira parada foi no Mini-Mundo – o que impressionou foi a riqueza de detalhes e histórias que você encontra no local. Além disso, você recebe na entrada o jornal da cidade Mini Mundo que conta o que estava acontecendo na cidade naquele momento: como um prédio incendiando, uma noiva em fuga, gravação de filme para Hollywood, marido infiel e mais. Vale a experiência!

De lá parti para o Lago Negro, um espaço cercado por pinheiros altos, água verde e quiosques para aluguel de pedalinhos em formato de cisnes ou caravelas. Como estava bem frio optei por admirar o lago do lado de fora dele.

Dizem que no verão as águas do lago ficam mais escuras, fazendo jus ao nome.

A terceira visita foi repleta de nostalgia: fui conhecer a Aldeia do Papai Noel e logo na entrada fui recepcionada pelo bom velhinho. Com o mapa em mãos, mergulhei nesse ambiente lúdico e conheci o chalé dos ursos, o jardim dos elfos, a fábrica de produção dos presentes, o mirante (com uma vista maravilhosa da cidade), as renas e bambes vivos, a casa do papai noel, a terra da neve (que jorrava neve de mentira) e muito mais. O passeio é um mergulho de volta a tudo que a gente sempre acreditou na infância.


Como forma de conhecer melhor a cidade, caminhei sem destino pelas ruas e me deparei, a cada esquina, com uma arquitetura singular, lojinhas cheias de artesanato, muito chocolate (especialidade de lá) e flores cheias de cores. Até a prefeitura da cidade é linda e charmosa. Fui até a Igreja Matriz e encontrei, logo ao lado, a Fonte do Amor Eterno, onde casais prendem cadeados prometendo amores eternos.


Escolhi almoçar na Rua Coberta e tomar um Chopp Raisen no restaurante Bistrot-Brillat (serve avestruz, pato e comidas bem elaboradas). Neste local há algumas opções de restaurantes bacanas, basta escolher aquele que melhor agrada o seu paladar.




Fechei o dia completamente apaixonada por Gramado.


Eu também visitei:

Comments


bottom of page